Translate

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Década de 60 gerou um musical brasileiro da melhor qualidade

Tive a oportunidade de assistir, neste mês de fevereiro, ao espetáculo "60 Década de Arromba, um Documento Musical", no Theatro NetRio. E como foi bom ver gente jovem e talentosa no palco, botando pra quebrar com muita dança, música e figurinos. São 24 atores, que também são dançarinos e cantores, com uma orquestra ao vivo e muita disposição.


Esta é a cena da música: "Por favor, pare agora!"

E a Wanderléa? Bom ela é a isca perfeita para atrair o público, curioso para rever ou conhecer a famosa Ternurinha. E é perfeita, porque não decepciona. Mostra carisma, vitalidade, talento, alegria e uma emoção visível e contagiante.


Wanderléa, em plena forma, esbanjando carisma e talento

O espetáculo, prepare-se, tem mais de 3 horas de duração, considerando um pequeno atraso no início e um intervalo.

Mas dá gosto de ver uma produção muito bem cuidada, uma equipe talentosa e várias inovações cênicas.

Pra quem gosta de música, é imperdível, uma vez que a trilha sonora da década de 60 é apresentada tanto com os sucessos nacionais quanto os internacionais. Artistas que ainda hoje são conhecidos e lembrados e outros nem tanto, daquela época, aparecem nas projeções de fotos com recortes de jornais e revistas, áudios e vídeos. Ao mesmo tempo, os atores-cantores-dançarinos nos brindam com interpretações coreografadas dos sucessos do rádio, cinema e TV.

O viés cômico do grupo, garante boas risadas ao longo do espetáculo. A produção cuidadosa e detalhista garante surpresas cênicas, do início ao fim. E aos saudosistas, a presença de Wanderléa garante a emoção de vê-la tão bem, cinquenta anos depois dessa festa de arromba que ela participou tanto e ajudou a marcar a história da música dos anos 60.


O Carnaval representado no espetáculo

A resenha oficial do espetáculo, sucesso no Rio e São Paulo, diz assim:


Fruto de uma extensa pesquisa feita por Frederico Reder e Marcos Nauer, 60! Década de Arromba – Doc. Musical começa com um prólogo, em 1922, contando a chegada do Rádio no Brasil, para em seguida mostrar o início da Televisão e aí sim, sua popularização na década de 1960.  A partir desse ponto, a peça narra os principais acontecimentos, apresentando mais de cem canções dos mais diversos gêneros. De Roberto e Erasmo, passando por Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Tony e Celly Campello, Bibi Ferreira, Edith Piaf, Tom e Vinicius, Milton Nascimento, Gil e Caetano, Maysa, Geraldo Vandré e tantos outros nomes importantes na música.


O nosso blog é assim, se a música foi tratada com carinho e respeito, tem espaço garantido por aqui. Afinal, Vem vindo uma Melodia!

#vemvindoumamelodia #60docmusical

Assista aqui a uma das cenas do espetáculo, mesclando a referência ao lançamento da boneca Barbie com o sucesso da música Estúpido Cupido.



Referências:


https://www.facebook.com/60docmusical/

https://pt.wikipedia.org/wiki/60!_Década_de_Arromba_-_Doc._Musical

http://www.theatronetrio.com.br/pt-br/programacao/487/60!_DÉCADA_DE_ARROMBA_-_DOC._MUSICAL_-_ÚLTIMAS_SEMANAS.html